Café impede que alguns medicamentos funcionem?

61 Flares Filament.io 61 Flares ×

Muita gente toma café todo dia – praticamente não consegue viver sem. Mas a maioria das pessoas raramente considera os efeitos colaterais da bebida, além de inquietação ou dificuldade em adormecer à noite.

4003

Só que o café pode ter outras consequências em pessoas que tomam determinados medicamentos, seja bloqueando seus efeitos ou afetando a absorção de cafeína.

Em muitos casos, as interações são causadas pela cafeína, mas outros compostos no café também podem desempenhar um papel.

Estudos mostram que mais de uma dezena de medicamentos – desde antidepressivos até drogas para tireoide e osteoporose – podem ser afetadas pelo consumo de café.

4002

Um estudo realizado em 2008, por exemplo, descobriu que pessoas que bebiam café pouco antes ou depois de tomar levotiroxina, um medicamento comum pra tireoide, tiveram uma redução de até 55% na absorção da droga.

Outros estudos descobriram que o café pode reduzir a absorção do alendronato (droga da osteoporose) em até 60%, e pode diminuir os níveis circulantes de estrogênio e outros hormônios em mulheres.

Alguns medicamentos podem aumentar os efeitos do café e de outras bebidas com cafeína. Um número destes medicamentos, incluindo alguns antidepressivos, antibióticos e anticoncepcionais, bloqueia uma enzima conhecida como CYP1A2, que ajuda a metabolizar a cafeína. Como resultado, a cafeína pode persistir no organismo por várias horas mais que o normal.

4001

Um estudo mostrou, por exemplo, que mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais ficam com cafeína em seus sistemas quatro horas a mais do que as mulheres que não tomam a pílula. Ou seja, café não é água, não.

FONTE NewYorkTimes

Receba as melhores dicas para melhorar sua qualidade de vida.

Fernando Muterle

Olá, eu sou Fernando Muterle - professor Universitário e também Fundador do “IMCF” . O IMCF foi criado com o objetivo de promover o Networking entre profissionais, estudantes e interessados, com temas pertinentes a saúde e qualidade de vida. Participe, assista as entrevistas e registre a sua opinião.

Website: http://imcf.com.br

7 Comentários

  1. Roseli Simoes Barreto

    Estudos importantes que devem ser compartlhados

  2. Eduardo Fernandes

    Fernando, muito interessante seu artigo, porém você citou vários estudos e não colocou o link desses para que possamos lê-los e verificá-los. A unica fonte que você colocou foi NewYorkTimes, porém nem é o link. Seria interessante que existisse os artigos e as fontes nas quais você tirou como referência.

    Obrigado.

  3. Geber

    Está definido o mecanismo de ação da cafeína? Qual sua relação com as enzimas cúpula?

  4. beatriz pinto coelho lott

    Olá! Gostei do tema e aproveito para colocar um ponto que me intriga. Diferente de outros países, no Brasil é mais comum tomarmos café coado e não o espresso (ou expresso, há sempre uma polêmica sobre a escrita). Já viu algum estudo que demonstra as diferenças em concentração de cafeína nas duas diferentes preparações?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *